Adventure Weekend Viagens » 6 trilhas no Peru além da Trilha Inca Tradicional
Tel: (61) 3349-4237 / (61) 3274-8200 – Estamos no

6 trilhas no Peru além da Trilha Inca Tradicional

Posted by on Apr 25, 2016 in Treks | No Comments
6 trilhas no Peru além da Trilha Inca Tradicional

É um grande erro achar que no Peru só existe a Trilha Inca que nos leva até Machu Picchu. Existem trilhas espalhadas pelo país, conectando as comunidades de hoje com os impérios de antigamente. De fato, a grande maioria das trilhas são Incas, que eram mestres na arte de construir estradas e trilhas pelos Andes.

Selecionamos as nossas favoritas:

1) Trilha de Salkantay

A trilha de Salktantay é uma trilha alternativa a Trilha Inca tradicional para se chegar a Machu Picchu e até o momento, não tem um limite máximo de pessoas diário. É sem dúvidas uma trilha belíssima e que proporciona um maior contato com a natureza selvagem, por ter sido uma rota de estratégia militar inca. O terreno é acidentado e a altimetria bastante variada com subidas e descidas longas.

O mais interessante, é que ela pode ser feita de várias maneiras:

4 dias/3 noites: a caminhada começa em Soraypampa. São aproximadamente 55Km de trilha até chegar a Machu Picchu.
5 dias/4 noites: a noite a mais é bem justificada! Contempla o acampamento que oferece uma vista espetacular de Machu Picchu em Llacatapata. Esse esforço e essa recompensa por apenas 10Km a mais!
7 dias/6 noites: essa modalidade faz uma combinação da Salkantay com a Inca Tradicional. Essa aqui exige a permissão de trekking a partir do quarto dia, que é quando a trilha se junta com a Inca em Wayllabamba. São 75Km e nela atingimos uma altitude superior 5000m no Passe Inca de Chiriassca!

Salkantay Trek

Trilha de Salkantay.

2) Circuito de Ausangate

Este trekking te leva a cadeia de montanhas nevadas de Vilcanota e circula o pico de Ausangate (6384m). A rota nos leva através de vilas andinas e lagoas esmeraldas. A altura máxima chega a 5000m. Requer muito preparo físico e aclimatação. Não é uma trilha indicada para os inexperientes em trekking. Um dos diferenciais, é que ela é uma das poucas trilhas no Peru que permite fazer uma parte à cavalo.

O trekking the Ausangate tem opções de 4, 5, 6 ou 7 dias. O mais procurado é o de 6 dias, que tem 92Km.

O que muitos não sabem, é que esta trilha esconde uma das surpresas mais belas do Peru: a montanha arco-íris de Vinicunca.

Vinicunca, Ausangate

Montanha arco-íris, Vinicunca.

3) Trek de Lares

Este trek também te leva até Machu Picchu e oferece variações no itinerário para curtir a região de um jeito diferente. Em geral, são quatro dias de trilha pelo Vale de Lares, com aproximadamente 40Km. O ponto mais alto chega a 4750m.

O mais legal desta trilha é que ela te conecta a vilas Quechuas onde só é possível chegar à pé e permite um maior contato com a cultura andina e os indígenas da região. Ela traduz o dia-a-dia da vida local através das famílias que preservam a cultura desse povo secular.

Lares Trek

Trek de Lares.

4) Trek de Santa Cruz

Um dos trekkings mais populares da Cordilheira Branca. O trek inicia em Huaraz, cidade a 400km ao norte de Lima e ponto de partida de outros trekkings famosos da região da Cordilheira. É preciso obter uma permissão de trekking para adentrar ao Parque Nacional de Huascarán.

O percurso mais popular tem cerca de 50Km que podem ser feitos em 4 dias (3 noites em barraca). Não é um trekking fácil, principalmente porque ele atinge 4760m ao passar pela Punta Unión, mas é um bom começo para quem quer iniciar trekkings em altitude elevada.

Uma curiosidade: o Parque Nacional de Huascarán abriga o pico piramidal de Artesonraju (6025m), símbolo da famosa Paramount Pictures.

Trek Santa Cruz

Trek Santa Cruz, Cordilheira Branca.

5) Trek de Alpamayo

Também localizado ao norte de Lima, no Parque Nacional de Huascarán, este trekking é bem mais desafiante que o de Santa Cruz. O ponto de partida também é Huaraz.

O ponto alto do trekking, além das belas lagunas azuis, é o pico de Alpamayo, eleita a montanha mais bela do mundo em 1966. Alpamayo, cujo nome significa “fonte do rio lamacento”, não chega a ter 6000m como diversos outros da Cordilheira (mais de 30 picos estão acima desta altitude), mas é sem dúvida o mais elegante!

Existem muitos itinerários possíveis, mas recomendamos dois:

1) Acampamento Base de Alpamayo: trekking de 90Km que te leva até o base camp de Alpamayo, chegando pela face norte, e a mais bonita! Altamente recomendado fazer um programa de aclimatação. O ideal é fazer este trekking entre 10 a 12 dias.
2) Circuito de Alpamayo: este circuito é uma combinação do Acampamento Base de Alpamayo com o trek de Santa Cruz. São mais de 140Km de trilha.

Laguna Yuraqcocha

Laguna Yuraqcocha, trek de Alpamayo.

6) Circuito Huayhuash

A Cordilheira de Huayhuash é vizinha da Cordilheira Branca, também situada na região montanhosa de Ancash. O circuito de Huayhuash é considerado um dos mais perigosos do Peru e é necessário ter experiência em trekking e uma boa aclimatação. É um local bastante remoto, com poucos trekkers, mas de uma beleza inigualável. É aconselhável ter um guia experiente pois a chance de se perder é real.

Em sua totalidade, o circuito completo pode chegar a mais de 165Km. A grande maioria dos trekkers, opta pelo circuito de aproximadamente 130Km em 9 a 10 dias, começando e terminando na vila de Llamac.

Huayhuash Trek

Huayhuash Trek.

Deixe um comentário